13 sinais precoces de intolerância ao Glúten

intolerância ao Glúten

Entre em qualquer supermercado ou restaurante com opções saudáveis, e você verá as etiquetas em todos os lugares que dizem “sem glúten”. Sério, esse termo, ou até mesmo o gluten free, parece ter-se tornado recentemente uma das palavras da moda no que se refere a saúde.

Mas será que a intolerância ao glúten é uma situação mais sensacionalista do que realidade? Ou, eliminar glúten trata-se de uma mudança sustentável que pode melhorar drasticamente a qualidade de vida e livrar as pessoas de uma grande variedade de sintomas?

Eu queria saber as respostas a essas perguntas, e eu entendi que a intolerância ao glúten é uma questão muito séria, e que afeta um grande número de pessoas. Mas, antes de falar sobre os sintomas de intolerância ao glúten, vamos discutir o que o glúten é e como ele afeta nosso corpo.

De uma forma bem simples, o glúten é uma proteína de duas partes (composto pelos peptídeos gliadina e gluteninas) comumente encontradas no trigo e em muitos outros grãos. O glúten é o que dá, principalmente, aquela textura pegajosa quando estamos produzindo as massas, e também é usado em vários alimentos processados, como molhos de salada e maioneses (por incrível que pareça).

O glúten tem sido uma parte comum da dieta humana há muitos anos, e ele provoca graves problemas de saúde em nós. A intolerância ao glúten é um termo frequentemente usado para descrever diversos problemas de saúde, mas há uma grande diferença entre intolerância ao glúten (por completo) e um menor nível de intolerância ao glúten (sensibilidade ao glúten por não celíacos).

Intolerância ao glúten por completo, também conhecida como doença celíaca, é uma desordem genética do sistema digestivo, autoimune. Quando você tem doença celíaca, o glúten desencadeia uma resposta imunológica que faz com que o forro de seu intestino delgado se torne inflamado e danificado, o que pode ser muito doloroso, além de tornar mais difícil para o seu corpo absorver nutrientes e vitaminas dos alimentos. Como resultado, os pacientes com doença celíaca devem evitar todo tipo de glúten, a todo momento.

A doença celíaca tornou-se significativamente mais comum nos últimos 50 anos. De fato, um estudo de 2009 mostra que a doença celíaca aumentou de 1 em 650 pessoas para a 1 em 120 pessoas durante esse tempo. Hoje em dia, de acordo com a WebMD, cerca de 1 em cada 100 pessoas têm.

Se não for tratada, a doença celíaca pode levar a outros problemas de saúde graves, como a osteoporose e o câncer de intestino. Outro problema é que pode até mesmo causar infertilidade.

Isso tudo parece bastante grave, certo? É, justamente, por isso que você deve se atentar para esses 13 sintomas, já que o glúten afeta não apenas celíacos, mas os seres humanos em geral.

Vale lembrar que esses 13 sintomas aparecem em celíacos de uma forma devastadora, quando consomem glúten, mas também ocorrem com não celíacos, o que também é um problema, já que sintomas não agudos tendem a ser “menos importantes” para tratarmos.

Desenvolver a autopercepção é um grande passo em busca da saúde, uma vez que podemos perceber o que nos faz “funcionar” um pouco pior. Mesmo sem parecer grave, a longo prazo a situação pode se tornar irreversível.


1. Inchaço, Gases e Constipação

Estar inchado não é divertido. Afinal de contas, isso faz você se sentir miserável – é como o seu estômago estivesse prestes a estourar. Além disso, é muito difícil espremer-se para entrar em seu jeans favorito só por causa desse extra dentro de você.

Além do inchaço, gás e constipação são também muito problemáticos. Isso porque a constipação pode se tornar grave ao danificar a superfície do cólon intestinal.

A doença celíaca pode definitivamente ser a causa desses problemas digestivos. De fato, um estudo da Sociedade Americana de Nutrição Clínica produziu alguns resultados bastante alarmantes.

“Doença celíaca provoca uma grande variedade de sintomas gastrointestinais. Os clínicos devem ter um alto nível de suspeição para detectar as formas atípicas de doença celíaca. Com uma dieta livre de glúten, os pacientes têm uma melhoria substancial e rápida de sintomas, incluindo outros além dos típicos de diarreia, presença de gordura nas fezes, gases em demasia, entre outros”.

Tenha isso em mente se você estiver enfrentando uma quantidade anormal de inchaço, gases e prisão de ventre, ou ainda se tem passado por momentos difíceis sem descobrir o porquê.

2. Diarreia

Tenho certeza que você já sabe o que a diarreia é – fezes soltas e em um meio aquoso, que pode ser acompanhada por cólicas, vômitos e outros sintomas desagradáveis. Enquanto muitas pessoas tem diarreia devido a medicamentos e bactérias, outros a apresentam quando têm algum tipo de problema com glúten e o ingerem.

Diarreia grave pode ser um grande problema, porque ela faz com que você perca um monte de eletrólitos, o que desidrata o seu corpo. Se a sua diarreia provoca dor abdominal ou retal grave, apresentando fezes com sangue, febre ou sinais de desidratação, você deve considerar a busca de ajuda médica, pois isso pode indicar um problema sério.

3. Cansaço

Estar cansado ocasionalmente não é tão incomum. Afinal, a maioria das pessoas trabalha mais de 40 horas por semana e lida com outras responsabilidades desgastante e estressantes também.

O que é sim incomum, e deve ser investigado, é a fadiga severa. O tipo que você sente que não pode se mover. O tipo que faz com que você não possa motivar a si mesmo, não importa o quão duro você tente.

A fadiga pode ser distinguida do cansaço normal quando você apresentar os seguintes sintomas:

  • dificuldade de concentração;
  • dificuldade de iniciar e completar tarefas;
  • tontura, desmaios;
  • vertigem;
  • cansaço constante

A fadiga é geralmente um sintoma de algum problema de saúde subjacente. Você adivinhou: a intolerância ao glúten, e a doença celíaca em sua forma mais grave, podem ser esse problema.

4. Problemas neurológicos

A desordem neurológica envolve o cérebro, a coluna vertebral e os nervos que os conectam – definitivamente, esses problemas não são do tipo que você poderia deixar de lado, sem verificar, se você apresenta sintomas.

De acordo com estudos médicos, uma série de problemas neurológicos podem ser relacionadas ao consumo de glúten por que tem algum nível de intolerância:

  • A neuropatia periférica (dormência nas mãos e pés) – “50% dos pacientes com doença celíaca podem desenvolver neuropatia periférica”;
  • Função cognitiva enfraquecida – “A demência pode ocorrer em doença celíaca, particularmente na forma de enfraquecimento da memória”;
  • Ataxia da marcha (movimentos anormais, descoordenados) – “A doença celíaca, definida por biópsia, ataxia de marcha ocorre, muitas vezes, associada a neuropatia”.

O mesmo estudo sugere a doença celíaca, se algum desses problemas neurológicos estão presentes, no caso de não haver outra causa aparente.

5. Depressão

Quase todo mundo se sente triste de vez em quando. A vida pode ser estressante, e o enfrentamento pode ser difícil. No entanto, a depressão não é apenas uma tristeza normal.

De acordo com a WebMD, aqui estão alguns sintomas de depressão:

  • Perda de interesse em atividades que antes eram agradáveis;
  • Insônia;
  • Recorrentemente triste, ansioso, ou com sentimentos vazios;
  • Sentimentos de desesperança e/ou pessimismo;
  • Sentimentos de culpa, inutilidade e/ou desamparo;

A parte assustadora disso tudo é que existem várias outras maneiras em que depressão pode afetar seu humor e seu corpo. Ela pode até mesmo levar ao suicídio se não tratada. Então, é importante descobrir a causa da depressão e se livrar dela rapidamente, sempre que possível. De acordo com várias fontes, uma das causas pode ser apenas a doença celíaca.

Confira este trecho da Psychology Today sobre como a doença celíaca está relacionada com a depressão:

“Os pesquisadores têm observado uma sobreposição entre a doença celíaca e a depressão. Relatos de depressão entre pacientes com doença celíaca têm aparecido tão cedo quanto década de 1980. Em 1982, pesquisadores suecos relataram que ‘psicopatologia depressiva é uma característica da doença celíaca em adultos e pode ser uma consequência da má absorção de nutrientes. “Um estudo de 1998 confirmou que cerca de um terço das pessoas com doença celíaca também sofrem de depressão. Os adolescentes com doença celíaca apresentam maiores taxas de depressão do que o normal. Os adolescentes com doença celíaca têm um risco de 31% de depressão, enquanto que apenas 7% dos adolescentes saudáveis ​​enfrentam este risco “.


Outras pesquisas têm sugerido que cerca de um terço ou mais das pessoas com doença celíaca também sofrem de depressão. Você tem que admitir, isso é uma quantidade bastante alarmante.

6. Dores nas Articulações

Dor nas articulações é comumente associada com artrite e envelhecimento, mas de acordo com About Health, essas dores também podem ser associadas com a intolerância ao glúten, em sua forma mais grave, a doença celíaca.

Estes são os locais mais comuns de dor nas articulações associados com a doença celíaca:

  • joelhos;
  • costas;
  • quadris;
  • pulsos;
  • ombros.

Os pesquisadores ainda não determinaram o mecanismo exato que causa dor nas articulações devido ao consumo de glúten. No entanto, especula-se que há relação com deficiências associadas ao glúten que impedem o corpo de absorver nutrientes adequadamente, ou ainda por causar inflamação sistêmica.

7. Azia

Azia é uma irritação causada por regurgitação ácida do estômago para o esôfago. Pense nisso por um segundo: você já teve uma desconfortável sensação de queimação no peito que durou várias horas miseráveis? Provavelmente você estava lidando com um caso grave de azia.

Embora seja de pouco conhecimento comum que as refeições ricas óleos muitas vezes podem levar a azia, muitas pessoas não sabem o consumo de glúten pode ser o vilão para a azia também.

Quer saber por que isso acontece?

Bem, o glúten atrapalha o organismo de absorver nutrientes adequadamente, o que enfraquece os tecidos em todo o corpo – incluindo os do esôfago. Quando isso acontece, o esôfago pode se tornar menos tolerante à exposição dos ácidos do estômago, o que pode contribuir para – você adivinhou – a azia dolorosa.

8. Baixa no Sistema Imunológico

Função imunológica baixa pode ser perigoso e levar a um maior risco de doenças como resfriados e gripes. O seu sistema imunológico está em forma? Se você pega resfriados frequentemente, tem alergias e está muitas vezes cansado, você pode ter algum motivo para preocupação.

Pesquisa mostrou que problemas com o consumo de glúten podem causar má nutrição (uma falta de nutrientes suficientes para o corpo), que podem resultar em baixa função imunológica. Isto é especialmente grave, porque o seu sistema imunológico é o que ajuda a combater infecções, germes e até mesmo câncer.

9. Problemas Dentais

Não é nenhum segredo que ir ao dentista não é a experiência mais divertida. Eu não posso pensar em alguém que realmente gosta disso. Na verdade, a maioria das pessoas faz de tudo para evitar visitar o dentista.

Se você tem problemas dentários frequentes, você pode querer considerar o consumo de glúten (no caso de intolerância em algum nível) como uma possível causa. Estou falando de problemas dentários como:

  • cavidades;
  • dentes quebrados;
  • cárie dentária.

De acordo com um estudo de 2012, esses problemas podem ocorrer em pessoas com doença celíaca, porque “glúten faz com que o corpo produza uma reação de imunidade contra uma das principais proteínas responsáveis pela produção do esmalte sobre os dentes”.

10. Afta

Sabe aquelas minúsculas feridas redondas que às vezes se desenvolvem em sua boca? Bem, são chamadas de úlceras da boca (aftas), e podem ser causada por muitas coisas diferentes, que vão desde o stress emocional, para infecções fúngicas, e em alguns casos problemas, em algum nível, de intolerância quando do consumo de glúten.

11. Problemas de Pele

Você tem notado qualquer erupção ou mancha estranha que pareça incomum na pele ultimamente? Antes de chegar ao balcão da farmácia em busca de uma solução, você pode querer considerar que o glúten pode ser o culpado.

De acordo com a National Foundation for Celiac Awareness, aqui estão alguns dos problemas de pele associados ao consumo de glúten por quem tem níveis de intolerância:

Esses problemas ocorrem frequentemente porque o glúten provoca uma resposta na imunidade do corpo, o que resulta na produção de anticorpos que circulam na corrente sanguínea e se depositam na pele. A interação com glúten pode ser a causa de surtos de pele, especialmente no caso da dermatite herpetiforme.

12. Perda ou ganho de peso inexplicados

De repente você perdeu vários quilos sem alterar sua dieta ou rotina de exercícios?

De acordo com a Mayo Clinic, perda de peso é um dos sinais clássicos da doença celíaca (juntamente com diarreia). Então, se vocês notaram suas calças, que eram justas, mais frouxas ultimamente, e você também está experimentando outros sintomas relativos, acima listados, considere que a doença celíaca pode ser a culpada.

Nas crianças, por outro lado, a doença celíaca é muitas vezes associado com o ganho de peso. Na verdade, algo como 75% das crianças com doença celíaca estão com sobrepeso ou obesos.

Vale lembrar que nem todos os 13 sintomas são apresentados por todas as pessoas que possuem intolerância, em algum nível, ao glúten.

13. Desequilíbrio Hormonal (especialmente em mulheres)

Desequilíbrio hormonal em mulheres pode ser um grande problema, que afeta todo o corpo, desde a disposição até problemas com peso. Claro, as mulheres naturalmente experimentam alterações hormonais durante a menopausa. Mas por que experimentariam esses sintomas de outra forma? A resposta poderia ser a doença celíaca.

Aqui estão alguns dos sinais de desequilíbrio hormonal em mulheres que você observar:

  • baixa libido;
  • ganho de peso persistente;
  • fadiga;
  • ansiedade;
  • irritabilidade;
  • depressão;
  • problemas digestivos.

Se você estiver enfrentando tudo isso, você pode querer considerar verificar problemas com relação a ingestão de glúten. Mesmo se o teste for negativo para doença celíaca propriamente dita, pense em reduzir o seu consumo de glúten de qualquer maneira. A razão para isso é que a pesquisa aponta relação entre a ingestão de glúten como causa de desequilíbrios hormonais, mesmo em pessoas que não têm a doença celíaca.

O glúten tem muito mais efeitos que esses, em celíacos ou não.

Normalmente analisamos a sensibilidade ao glúten através do prisma de desconforto gastrointestinal (não é a toa que são dois dos primeiros problemas citados no artigo). Muitas vezes o primeiro sintoma que notamos, e certamente o óbvio.

Infelizmente, não há nenhuma cura conhecida para a doença celíaca. Se você tem isso, é absolutamente necessário cortar todo o glúten de sua dieta. Agora, se você, quando consome glúten, apresenta algum desconforto gastrointestinal, ou se você normalmente apresenta esse desconforto (mas consome constantemente glúten), você deve notar se percebe os demais sintomas listados acima.

Isso porque, mesmo que não apresenta a doença celíaca pode ter problemas com o consumo de glúten. Para a maior parte das pessoas o glúten é sim uma substância alergênica e inflamatória.

Se você não tem doença celíaca, mas comer um pouco de glúten e seu estômago se inquieta e o banheiro torna-se irresistível, você tem a sensibilidade ao glúten não celíaco. Agora, se você pode comer pizza, pães e massas sem passar mal, sem distensão abdominal, sem constipação e/ou enormes quantidades de gases, você provavelmente não tem essa sensibilidade, o que corresponde que você faz parte de uma pequena parcela da população.

Para testar para a doença celíaca, você pode agendar uma consulta com o seu médico para obter algum trabalho de sangue simples feito. Os resultados vão mostrar se você tem ou não.

Infelizmente, não há nenhum teste real para a sensibilidade ao glúten não celíaco. Então, se você acha que está sofrendo muito com isso, considere limitar sua ingestão de glúten e ver se os sintomas melhoram.


Lembre-se, tome sempre os seus sintomas a sério e não adie falar com o seu médico sobre suas preocupações. Seu corpo vai agradecer-lhe mais tarde.

Deixe sua resposta!