CIMETIVAL Comprimido

Não tome remédio antes de ir a um médico

Age reduzindo a secreção de ácido no estômago. Uso Oral.

A cimetidina é um antagonista de receptores H2, sendo, portanto, estruturalmente semelhante à histamina. A cimetidina atua através de inibição competitiva com a histamina pelos receptores H2 das células parietais. Dessa forma, inibe a secreção gástrica basal, estimulada por alimentos, betazol, pentagastrina, cafeína e insulina, reduzindo o volume e a acidez da secreção. A cimetidina não reduz a secreção da pepsina, mas sua produção total fica reduzida como efeito exercido sobre o volume das secreções gástricas. Além de apresentar efeito anti-secretor, a cimetidina apresenta ação citoprotetora, auxiliando na manutenção da integridade da mucosa gástrica. Mesmo após tratamento prolongado com cimetidina, a suspensão da terapia não promove rebote ácido. Por não apresentar propriedades colinérgicas ou anticolinérgicas, a cimetidina não interfere com a motilidade gastrintestinal. O tempo médio de eliminação da cimetidina é de 2 a 3 horas, embora sofra metabolismo hepático passando a sulfóxido e hidroximetilcimetidina, grande parte é excretada na urina sem ser metabolizada

Indicações: Profilaxia e tratamento da úlcera péptica. Síndrome de Zollinger-Ellison. Refluxo gastroesofágico. Ulceração e hemorragia gastrintestinal alta. Não é recomendada para distúrbios digestivos menores.


Contraindicações: O cloridrato de cimetidina é contra- indicado para mulheres grávidas no período de lactação, para pessoas asmáticas ou com doença cardíaca, nos casos de úlcera gástrica maligna e a pacientes com hipersensibilidade conhecida ao fármaco ou a qualquer outro componente da fórmula.

Precauções: Os pacientes geriátricos com função renal ou hepática diminuída podem ser mais sensíveis aos efeitos da dose usual dos adultos. Os pacientes que não toleram a famotidina ou a ranitidina podem não tolerar a cimetidina. A idade avançada é um fator que contribui para os estados de confusão ocasionais.

Efeitos colaterais: Raramente observam-se arritmias e hipotensão após a administração rápida intravenosa em bolus. Febre. Hematomas não-habituais, bradicardia, cansaço ou debilidade não-habituais, diarreias, cefaleias, erupção cutânea.


Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Deixe sua resposta!