Como funciona o Viagra?

É triste, mas torna-se constante encontrar homens entre 40 e 50 anos sofrendo de disfunção erétil hoje em dia, um problema que assola muitos casais do mundo inteiro, tornando a vida sexual de muitas pessoas um verdadeiro caos. Para resolver esse problema, em 1998 chegava ao mercado o super herói dos casais desesperados, o poderoso Citrato de Sildenafila, mais conhecido como Viagra!

Para entender como o Viagra funciona, devemos saber que ele é um medicamento, e medicamentos só devem ser tomados com a indicação de um médico para atender os problemas certos com precisão. Vamos também descobrir os motivos que levam um homem a precisar tomar a droga e possíveis efeitos colaterais.

Antes de começar a explicação, queremos lhe contar algo que poderá acabar com a definição de Viagra que você obteve assistindo filmes de comédia, o Citrato de Sildenafila não causa a ereção e muito menos um aumento temporário do pênis! Ele apenas estimula a completa abertura das artérias sanguíneas do mesmo para que o sangue circule com facilidade e consequentemente com mais pressão que o normal, ou seja, para que haja ereção, é necessário que o pênis sofra um estimulo após a ingestão do medicamento, caso contrário o efeito é inexistente. Vamos entender primeiramente como ocorre a ereção.

Como ocorre a ereção

O interior do pênis é repleto por vasos sanguíneos juntamente com o sistema reprodutor, o que causa a ereção é o fluxo rápido e em grande quantidade de sangue em duas bolsas sobre o corpo esponjoso chamadas de corpo cavernoso. Quando o cérebro percebe que o órgão genital está sendo estimulado, e instantaneamente envia instruções para os responsáveis pela circulação sanguínea no local aumentarem seu fluxo, causando maior pressão sanguínea na área e consequentemente maior acumulo de sangue no corpo cavernoso, que incha até ficar completamente cheio, caracterizando a ereção. Quando os vasos sanguíneos do pênis encontram-se fechados ou quase fechados o sangue é impedido de circular e encher o corpo cavernoso, causando a disfunção erétil. É a partir dai que o Viagra é usado, para que esses vasos sanguíneos sejam novamente dilatados.

Abaixo você vê um vídeo explicativo do professor e urologista João Luiz Schiavini sobre como ocorre a ereção.

Causas da disfunção erétil

No Wikipédia, “a disfunção erétil é a incapacidade de manter o pênis ereto para uma satisfatória relação sexual.”. As causa da disfunção erétil são variadas, porém você poderá perceber algumas delas estão ligadas a qualidade de vida do homem e, segundo estudos, essas são as principais. Tais causas são:

Veja também

  • Efeitos cirúrgicos – Em alguns procedimentos cirúrgicos nervos e vasos sanguíneos da área pélvica podem ser afetados, causando um rompimento ou dano grave dos mesmos, o que acarreta uma perda de sensibilidade no pênis ou então problemas de circulação do sangue.
  • Doenças Vasculares – Qualquer complicação nos vasos sanguíneos como uma arteriosclerose (doença que enrijece as artérias do corpo), pode aumentar as chances do aparecimento de uma disfunção erétil, até mesmo o colesterol e a hipertenção.
  • Doenças Nervosas – Uma lesão na medula espinhal ou uma esclerose múltipla podem danificar nervos que fazem parte do órgão genital masculino, causando dificuldades ou impossibilitando a ereção.
  • Efeitos colaterais de alguns medicamentos – Alguns remédios podem ser também inimigos da sexualidade masculina, alguns remédios contra a queda de cabelo podem gerar complicações na hora da ereção, porém, com a medicina evoluída, alternativas medicinais podem ser aplicadas para substituir estes remédios.
  • Consumo de bebidas alcoólicas – O consumo do álcool, ao contrário do que alguns dizem, pode acabar gerando dificuldades para o homem manter uma ereção, e o consumo excessivo pode causar problemas hormonais, e consequentemente, uma disfunção erétil.
  • Fumo – Assim como muitos outros problemas de saúde, o cigarro também pode afetar o desempenho sexual do fumante, pois um de seus efeitos é diminuir a pressão sanguínea no corpo, atacando na maioria das vezes os vasos da pélvis.
  • Má alimentação – Como falamos acima, o colesterol pode acabar causando a disfunção erétil, porém, outras doenças causadas principalmente por uma má alimentação podem gerar o problema, como a diabetes, que causa lesões nos nervos e vasos sanguíneos de todo o corpo.
  • Idade elevada – Como sabemos é natural o corpo envelhecer, e durante esse processo nosso sistema vascular é afetado, o que acaba afetando naturalmente a área pelvica, causando a disfunção erétil.

O Viagra agindo no corpo

Assim que o comprimido é ingerido, o citrato de sildenafila se espalha na corrente sanguínea circulando por todo o corpo, se junta com as enzimas fosfodiesterases tipo 5 no pênis e as desativa quase que totalmente, assim que ocorrer o estimulo e o homem ficar sexualmente excitado, o cérebro irá imediatamente mandar as células transmissoras não-colinérgicas e não-noradrenérgicas no pênis produzirem óxido nítrico, este cria monofosfato cíclico de guanosina que relaxa as artérias do pênis e permite que as mesmas fiquem dilatadas, o pênis então pode encher-se de sangue causando uma ereção completa.

Possíveis efeitos colaterais do Viagra

Durante os testes realizados em pacientes que usaram o Viagra, nenhum ou quase nenhum problema foi relatado, nos casos em que ocorreram reações adversas, geralmente o paciente usava o mesmo acima da dosagem recomendada. Os efeitos descritos foram:

Dor de cabeça, vermelhidão na pele em certos locais do corpo, tontura, dificuldade de digestão de alimentos, congestão nasal, visão turva e sensibilidade a luz aumentada. Lembrando que todos os pacientes que participaram do teste encontravam alguma dificuldade para atingir a ereção, nenhuma pessoa usou o medicamento sem que precisasse.

Pra cima hoje, pra baixo amanhã

Algo que é quase normal hoje em dia pode se tornar um problema no futuro, jovens estão usando constantemente o Viagra somente para terem relações sexuais mais duradouras com suas parceiras, a respeito disso, os Médicos alertam, o consumo excessivo do Viagra vicia! Ou seja, se o paciente não precisa o medicamento e o usa constantemente, corre o sério risco de não conseguir mais ter uma ereção sem o Viagra, portanto, só consuma a droga se você realmente necessita, ou poderá acabar precisando dela para sempre.

Leia o próximo post sobre: Como funciona? »

Tags:

viagra, sexualidade, sexo, citrato_de_sildenafila, Compartilhe com seus amigosRELACIONADOS

Deixe uma resposta