Covid-19: Verdades e Oportunidades sobre o novo Coronavírus

Em meio ao avanço da pandemia do novo coronavírus cresce o medo, a desinformação ou o oportunismo de pessoas que tentam tirar vantagens nesse momento histórico da humanidade.

Mais rápido que a transmissão do Covid-19, são o compartilhamento de milhares de informações via aplicativos de mensagens e redes sociais a cada minuto, com teorias da conspiração, golpes digitais, fake news e abordagem política dos fatos.

É importante entender que essa não é a primeira vez (e provavelmente não será a última) que uma doença se espalha a níveis globais, como maiores exemplos temos a  Peste negra que matou aproximadamente 200 milhões de pessoas em meados de século XIV e a Gripe espanhola (possivelmente 100 milhões de mortes) no inicio do século XX, fatos que nos permitem dispensar teorias apocalípticas como finais dos tempos.

Sempre tem gente Querendo tirar vantagem…

Já li várias estórias bombásticas como planos da China para dominar o mundo disseminando e se aproveitando do caos através do coronavírus! Vamos pensar um pouco: os chineses estão com o país inteiro parado a vários meses por conta do Covid-19 e já setem o reflexo disso. Agora todos os países que tradicionalmente compram produtos da China estão com a economia parada e provavelmente terão que no mínimo reduzir suas importações de produtos chineses simplesmente porque vão ficar sem dinheiro depois da crise de saúde pública.

Por outro lado temos que tomar cuidado com os criminosos digitais que espalham fake news e websites falsos prometendo descontos e promoções especiais em nome de grandes empresas e até do governo, para roubar dados pessoais e espalhar pragas virtuais.

Não abra links ou arquivos com ofertas e descontos, mesmo que venham de pessoas conhecidas.

Também devemos ficar atentos a vários políticos que estão se aproveitando da oportunidade da crise para atacar adversários ou se autopromover, uma verdadeira demonstração de falta de caráter e humanidade em um momento apolítico aonde todos os setores da sociedade precisam de união.

Mais afinal é só uma gripezinha?

De fato os sintomas do novo coronavírus são basicamente os mesmos de qualquer processo gripal, até mesmo a taxa de mortalidade é relativamente baixa, o grande perigo do vírus é sua capacidade elevada de contagio.

Temos uma parcela da população que são mais vulneráveis e precisam redobrar os cuidados contra Covid-19, como os idosos, pessoas com diabetes, hipertensão, doenças respiratórias ou que diminuem a imunidade, gestantes e mulheres com até 45 dias de pós-parto, o que aumenta o risco de complicações ao contrair uma infecção, como o coronavírus.

A maneira mais simples para entender o perigo do problema é pensando de uma forma matemática, o sistema de saúde já tem sua capacidade máxima de leitos e atendimentos (2X), além de grupos de risco que fatalmente vão precisar de internamento para um número (X) de pessoas.

Veja também

O que vai acontecer se alguma doença  com uma taxa de contagio acima da média se espalhar rapidamente pela população?

Se temos a capacidade máxima de leitos e atendimentos (2X) e elevamos a quantidade de pessoas do grupo de risco internadas também para (2X) temos estão o colapso do sistema de saúde. ou seja o problema não é a quantidade de pessoas “gripadas” e sim as pessoas que precisam de atendimento médico mas não encontram vagas no sistema de saúde.

Neste ponto não adianta se você tem um bom plano de saúde, dinheiro para pagar médico particular ou se é um usuário do SUS. Os hospitais simplesmente não vão ter mais vagas para atendimento! É exatamente isso que está acontecendo na Itália.

Porque a recomendação de ficar em casa?

Até o momento não existe nenhuma forma de evitar o contagio do Covid-19 a não ser evitar o contato com pessoas ou objetos infectados, de fato a maioria das pessoas que pegarem o coronavírus não vão sentir nada além de um resfriado ou mesmo ficarão assintomáticas, o grande problema são os grupos de risco que pela capacidade de proliferação da doença pode causar a morte de milhões de pessoas pelo mundo como já aconteceu em outras pandemias.

Para evitar a proliferação do vírus precisamos tomar medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão e de preferência utilizar toalhas de papel para secá-las.

Além do sabão, outro produto indicado para higienizar as mãos é o álcool gel 70%, que também serve para limpar objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas e outros locais que as pessoas tocam com frequência.

Utilizar lenço descartável para higiene nasal é outra medida de prevenção importante. Deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é necessário evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Evitar frequentar sempre que possível locais com aglomeração de pessoas Se puder, prefira ficar e trabalhar em casa, pois se cada um de nós fizer nossa parte vamos juntos conseguir reduzir o crescimento do Coronavírus e salvar muitas vidas.

Deixe uma resposta