DESONOL Creme

Não tome remédio antes de ir a um médico

Anti-inflamatório tópico. Uso Tópico.

A Desonida é um corticosteroide não fluorado de ação anti-inflamatória, antipruriginosa e vasoconstritora. Os corticosteroides difundem-se através das membranas celulares e formam complexos com receptores citoplasmáticos específicos. Estes complexos penetram no núcleo celular, unem-se ao DNA (cromatina) e estimulam a transcrição do RNA mensageiro e a posterior síntese de várias enzimas que, acredita-se, serem as responsáveis pelos efeitos anti-inflamatórios dos corticosteroides de ação tópica. Estes efeitos incluem a inibição de processos iniciais como edema, deposição de fibrina, dilatação capilar, movimento de fagócitos para a área inflamada e atividade fagocitária. Processos posteriores como deposição de colágeno e formação queloide também são inibidos por corticosteroides. O veículo das formulações que contenham corticosteroides tópicos também pode contribuir ao efeito terapêutico, proporcionando uma ação emoliente ou secante, ou aumentando a absorção transcutânea do corticosteroide.

Indicações: Dermatite, dermatose, eczemas, dermatite de contato, pruridos, psoríase, lúpus eritematoso discoide, otites externas alérgicas. O tipo e o local da lesão a ser tratada devem ser considerados ao escolher a apresentação mais adequada. O creme destina-se ao tratamento de lesões agudas exsudativas e/ou situadas em áreas úmidas; a pomada destina-se ao tratamento de lesões não exsudativas, secas, escamosas e liquenificadas e a loção capilar destina-se ao tratamento de lesões no couro cabeludo. A loção capilar não deve ser usada em outras áreas do corpo.


Contraindicações: Pessoas com antecedentes de hipersensibilidade a desonida, em lesões tuberculosas, sifilíticas e virais (como herpes, vacínia ou varicela). Não deve ser utilizado nos olhos ou nas áreas próximas a eles.

Precauções: A absorção sistêmica dos corticoides tópicos pode causar supressão reversível do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, manifestações da síndrome de Cushing, hiperglicemia e glicosúria em alguns pacientes. A aplicação prolongada, em regiões amplas, e as vendas oclusivas favorecem o incremento da absorção sistêmica. Recomenda-se não aplicar em criança de menos de dois anos. O tratamento crônico em crianças pode interferir no crescimento e desenvolvimento. O uso durante a gravidez deve ser restringido a um curto prazo e a pequenas áreas da pele. A loção capilar é um produto inflamável e não deve ser utilizada perto do fogo, nem na hora de secar os cabelos. Cuidado com os secadores elétricos.

Efeitos colaterais: Podem ocorrer reações locais, sensações de calor, coceira, irritação, secura, foliculite, hipertricose, erupções acneiformes, hipopigmentação, dermatite perioral, dermatite alérgica de contato, maceração da pele, infecção secundária, atrofia da pele e estrias.


Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Deixe sua resposta!