Donovanose – CID 10: A58

É uma infecção causada por uma bactéria klebsiella granulomatis que afeta a pele e mucosas das regiões da genitália, da virilha e do ânus. Ela causa úlceras e destruição da pele.

Provavelmente por contato direto com lesões, durante a atividade sexual. Entretanto, esse ainda e assunto controvertido. A ocorrência em crianças e pessoas sexualmente inativas e a variedade da doença em parceiros sexuais de pacientes com lesões abertas são dados que se contrapõem ao estabelecimento definitivo da transmissão sexual exclusiva da doença.

Laboratorial: demonstração dos corpúsculos de Donovan em esfregaço de material proveniente de lesões suspeitas ou cortes tissulares corados com Giemsa ou Wright.


Começa com uma úlcera de cor vermelha vivo e de sangramento fácil. As lesões podem ser múltiplas.

Doxiciclina, 100mg, VO, de 12/12 horas, ate a cura clinica (no mínimo por três semanas), ou Sulfametoxazol+Trimetoprim, 160mg e 800mg, respectivamente, VO, de 12/12 horas, ate a cura clinica (no mínimo por três semanas); ou Ciprofloxacina, 750mg, VO, de 12/12 horas ate a cura clinica; ou Tianfenicol granulado, 2,5g, VO, dose única, no primeiro dia de tratamento; a partir do segundo dia, 500mg, VO, de 12/12 horas, ate a cura clinica, ou Eritromicina (estearato), 500mg, VO, de 6/6 horas, ate a cura clinica (no mínimo por três semanas), ou Tetraciclina, 500mg, VO, de 6/6 horas, durante 30 a 40 dias, ate a cura clinica.


Uso do preservativo em qualquer relação sexual, seja vaginal, oral ou anal é uma das principais recomendações para se prevenir dos riscos de infecção. Porém, a prevenção só será eficaz se a área infectada estiver coberta ou protegida pela camisinha. Se houver contato com uma ferida aberta, a donovanose pode ser transmitida.

Deixe sua resposta!