ETRANE Solução para inalação

Não tome remédio antes de ir a um médico

Medicamento é um anestésico de uso inalatório que age sobre os nervos, sendo muito utilizado em cirurgias. Uso Inalatório.

Embora não se conheça o mecanismo exato de ação dos anestésicos por inalação geral, foi proposta a possível interferência com o funcionamento fisiológico das membranas dos neurônios do cérebro mediante uma ação na matriz lipídica da membrana. O enflurano tem uma absorção rápida através dos pulmões; a concentração alveolar mínima (CAM) no oxigênio é de 1,68% e no óxido nitroso a 70% de 0,57%, e é metabolizado no fígado. O lapso desde sua administração até o começo da ação da anestesia, assim como o de sua recuperação, é rápido. A eliminação principal (80%) é por exalação, sem trocas, e colateralmente pelo rim. Atravessa a placenta.

Indicações: Indução e manutenção da anestesia geral; em concentrações baixas pode ser utilizado como suplemento de outros anestésicos gerais durante o parto cesariano.

Contraindicações: Gravidez (risco B); mulheres em fase de lactação; pacientes que tenham tido icterícia ou febre inexplicável após anestesia com este produto ou com outros anestésicos. Não deve ser utilizado em pacientes com antecedentes de hipertermia maligna, pelo risco de aparecimento de crise de hipertermia durante ou após a anestesia, e no caso de doença do trato biliar ou disfunção hepática, pois aumenta significativamente o risco de hepatotoxicidade.

Precauções: Uso restrito a hospitais. Deve ser utilizado com cuidado quando existir aumento da pressão intracraniana, pela possibilidade de piorá-la, e no caso de miastenia grave, pois a debilidade muscular pode aumentar devido a seus efeitos bloqueadores neuromusculares. Pode exigir doses mais elevadas em: alcoólatras crônicos. Pode aumentar os riscos de arritmias cardíacas com: catecolaminas (dopamina, epinefrina, lorepinefrina); cocaína; efedrina; levodopa; metaraminol; metoxamina; outros agentes simpaticomiméticos; xantinas. O produto não é adequado para a prática de cirurgias intra-abdominais.

Efeitos colaterais: Aumento da perda sanguínea durante o parto; calafrios; cor amarelada na pele e nos olhos; disfunção do fígado; problemas respiratórios; queda de pressão arterial; soluço; vômito. Tremores, confusão, alucinações.

Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Veja Também:

Deixe uma resposta