Osteoartrose de quadril – Cid 10: M16

A osteoartrose do quadril é o processo de destruição da cartilagem da cabeça do fêmur e do acetábulo (cavidade do osso ilíaco onde a cabeça do fêmur se articula). A artrose pode ser primária (causa desconhecida) ou secundária à desordem prévia no quadril (doença congênita ou adquirida na infância), à necrose (morte do tecido ósseo por perda da nutrição vascular da cabeça do fêmur), à infecção ou a traumatismos prévios.

Não é Transmissível

O diagnóstico diferencial inclui: • Osteonecrose da cabeça femoral: processo de morte das células e posterior desestruturação da arquitetura da cabeça do fêmur, por perda da irrigação. • Bursite trocantérica: inflamação da bolsa que se localiza na região lateral externa do fêmur na região do quadril. • Hérnia de disco ou doença degenerativa do disco lombar: que se manifesta com dor na região glútea e na parte de trás da coxa (região posterior). • Tumores da coluna lombar, pelve ou região superior da coxa: que podem causar sintomas no quadril e na coxa.

Veja também

O sintoma inicial é dor de início insidioso na parte da frente da coxa (chamada região anterior da coxa) ou na virilha, relacionada ao movimento e à atividade física. À medida que a degeneração da cartilagem articular progride, a duração e freqüência da dor se intensificam. Somente nos casos avançados há dor mesmo em repouso ou dor que acorda o paciente ao se movimentar durante o sono.

Tratamento clínico: Inclui a educação do paciente sobre qual o tipo de atividade física a ser praticada: geralmente a natação é a mais indicada, por melhorar a força muscular; exercícios de baixo impacto; otimização de discrepâncias no comprimento dos membros (em geral, com pequena elevação no calçado) e uso de medicações, como exemplo, os antiinflamatórios). Algumas vezes, com a progressão da doença, o paciente vai se beneficiar do uso de uma bengala na mão oposta. Tratamento cirúrgico: Os adolescentes e adultos jovens que apresentam alterações prévias podem se beneficiar com cirurgias de correção do alinhamento dos ossos: a artrodese deve ser considerada para adolescentes ou adultos jovens com artrose unilateral grave. Nos pacientes adultos, com quadro de dor acentuada e erosões da cartilagem, uma artroplastia com prótese total do quadril está indicada. Esta cirurgia pode reduzir em muito a dor do paciente e melhorar a função do membro e sua mobilidade. A indicação precisa da cirurgia, o adequado planejamento pré-operatório apropriado e uma variedade de próteses indicadas para cada paciente têm melhorado os resultados de artroplastia primária de quadril e das cirurgias de revisão.

A artrose primária (sem causa específica) é de difícil prevenção, uma vez que ela se manifesta insidiosamente em indivíduos saudáveis previamente. Nos pacientes com alguma história de patologia prévia do quadril, todas as medidas citadas no tratamento não cirúrgico devem ser adotadas visando retardar ou mesmo evitar seu aparecimento. Deve-se ressaltar que o alcoolismo, o tabagismo o uso de drogas ilícitas além de corticoterapia por tempo prolongado são fatores de risco evitáveis de necrose avascular da cabeça do fêmur, uma das causadoras de osteoartrose do quadril.

Deixe uma resposta