Quais os sintomas da Dengue

dengueOs sintomas da dengue, podem variar de acordo com o grau e com o tipo de dengue. Sintomas mais ou menos severos além ajudar a diagnosticar qual o tipo de dengue que o paciente tem, são tratados com mais ou menos intensificação.

As variações assim como os sintomas da dengue podem se apresentar de quatro maneiras diferentes, sendo que alguns sintomas podem nem se apresentar em certa forma da dengue, e em outros casos, os sintomas podem ser tão severos a ponto de causar além de hemorragias, choques e até mesmo levar o infectado ao óbito. Vamos conhecer um pouco mais.

Quando devo me preocupar? Quais são os tipos de dengue?

Considera-se suspeito, sintomas como febre aguda cuja sua duração seja de até sete dias, acompanhado de também outros dois sintomas da dengue pelo menos, por exemplo dores nos olhos, dores de cabeça, juntas, vermelhidão no corpo, prostração.

Dengue com infecção não aparente

São os casos cuja o infectado não apresenta nenhum dos sintomas da dengue.

Sintomas da dengue clássica

Nos casos deste tipo de infecção, os sintomas da dengue tem duração entre cinco e sete dias, e os sintomas começam sem avisos Um dos principais sintomas, é a febre bem alta, 39°C a 40°C, outros sintomas bem comuns que acompanham são as dores nas articulações do corpo (também musculares), a dor de cabeça contínua junto com indisposição e prostração, também é bastante comum sobretudo em crianças, as dores abdominais.

A duração dos sintomas deste tipo de dengue correm por volta de uma semana. É bastante normal continuar se sentindo indisposto e cansado após o termino do período.

Sintomas da dengue hemorrágica

Como os das demais, o primeiro sintoma, é a febre alta, o que não é a única semelhança. Todos os sintomas iniciam-se como os da dengue clássica.

A diferença principal, se apresenta depois do terceiro quarto dia, é quando começam a surgir hemorragias, que ocorrem por causa de pequenos sangramentos, nos vãos sanguíneos e órgãos internos.

Os agravantes dos sintomas da dengue hemorrágica chegam a apresentar também hemorragia gengivais e gastrointestinais, além de nasais e uterinas.

Atenção ao tratamento da dengue hemorrágica

No caso da dengue hemorrágica, após o termino dos sintomas da febre, o infectado tem queda de pressão arterial, daí o risco de choque, além da tontura. A agilidade no tratamento pode evitar o óbito.

Síndrome de Choque

O pulso do doente quase não é perceptível, complicações extremas ocorrem neste estágio, problemas neurológicos, cardiorrespiratórios, derrame pleural, além de hemorragia digestiva entre outros.

Deve-se atentar ao agravamento dos sintomas, principalmente na área neurológica que se apresenta muito abruptamente, e se não tratado com extrema urgência pode levar a óbito.

Veja Também:

Deixe uma resposta