Sinusite – Cid 10: J01

Os ‘seios da face’ são oito cavidades ósseas ligadas ao nariz e revestidas pela mesma mucosa respiratória que reveste o nariz. Sinusite é, portanto, a inflamação deste local. Pode ser aguda, com evolução de até quatro semanas, ou crônica.

Não é transmissível

O diagnóstico é eminentemente clínico, baseado na história e exame otorrinolaringológico. A tomografia computadorizada é útil para avaliar infecções oculares, pneumonias, crises de asma, meningite e abscessos intracranianos e para o tratamento cirúrgico, nos casos crônicos ou com as complicações acima.

Dor de cabeça em peso e que piora ao abaixar a cabeça; – Secreção nasal com pus (purulenta); – Secreção atrás da garganta, que causa tosse, especialmente ao deitar; – Congestão nasal; – Náuseas; – Halitose (mau hálito); – Resfriado que não cura.

O tratamento inclui uso de antibiótico e corticóides. Inalação e lavagem nasal podem auxiliar. Por vezes o tratamento pode ser cirúrgico Alerta: descongestionantes tópicos nasais dão alivio imediato; no entanto, podem levar a rinites medicamentosas e a distúrbios circulatórios.

O cuidado com a saúde para se evitar as infecções virais e a manutenção da permeabilidade nasal durante essas viroses; o correto tratamento dos problemas alérgicos; a correção cirúrgica de eventuais desvios septais obstrutivos e/ou cornetos nasais obstrutivos podem prevenir as sinusites. Quem vive em regiões frias ou com grandes variações climáticas ao longo dos dias ou meses, deve tomar cuidados mais intensos pela propensão maior da doença.

Veja Também:

Deixe uma resposta