UNI AZTRENAM Pó para solução injetável

Não tome remédio antes de ir a um médico

Antibiótico de uso restrito a hospital ou ambulatório especializado Uso Adulto.

O aztreonam é o primeiro membro de uma classe de antibióticos classificados como monobactâmicos. O aztreonam é um antibiótico bactericida totalmente sintético, com atividade contra um amplo espectro de germes patógenos aeróbios Gram-negativos. A infusão simples durante 30 minutos de doses de 500mg, 1g e 2g de aztreonam em indivíduos sãos produziu picos séricos de 54, 90 e 204mg/ml, respectivamente, imediatamente após a administração.

Indicações: Infecção na pele e dos tecidos moles; infecção ginecológica; infecção intra-abdominal; infecção respiratória; infecção urinária; septicemia por bactéria gram-negativa.

Veja também

Contraindicações: Contraindicado em pacientes com história de hipersensibilidade ao aztreonam.

Precauções: É recomendado monitorar a terapêutica em pacientes com deterioração das funções renais ou hepáticas. Se for usado aztreonam junto com antibióticos aminoglicosídeos, a função renal deve ser avaliada com freqüência. O uso de antibióticos pode promover o crescimento de microrganismos não-suscetíveis, inclusive bactérias Gram-positivas e fungos. Não foi estabelecida a segurança e a eficácia no tratamento de crianças e lactentes.

Efeitos colaterais: Alteração transitória no ECG; alterações sangüíneas; angioedema; bigeminismo ventricular; candidíase vaginal; choque anafilático; coceira; cólica abdominal; colite pseudomembranosa (diarréia severa com placas de muco); confusão mental; congestão nasal; contração ventricular prematura; convulsão; cor amarelada na pele ou nos olhos; desconforto e inchaço no local da injeção intramuscular; diarréia; dor de cabeça; dor muscular; dor no tórax; eritema multiforme; erupção na pele; espirro; estreitamento dos brônquios; falta de ar; febre; fraqueza; hemorragia gastrintestinal; hepatite; insônia; mal estar; mau-hálito; náusea; necrose epidérmica tóxica (problema grave na pele); parestesia (sensação anormal de formigamento, ferroadas, ou queimação ao toque); pequenos pontos de hemorragia na pele e mucosas; perda de sensibilidade da língua; rubor; queda da pressão arterial; sensação de paladar alterado; sensibilidade nas mamas; sudorese; tontura; tromboflebite ou flebite (inflamação da veia) no local da injeção intravenosa; úlcera na boca; urticária; vaginite; vermelhidão na pele; vertigem; visão dupla; vômito; zumbido nos, ouvidos.

Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Deixe uma resposta