UNIFENTAL Solução Injetável

Não tome remédio antes de ir a um médico

Analgésico narcótico derivado sintético do ópio. Uso Injetável.

Trata-se de um analgésico narcótico do grupo de hipnoanalgésicos opiáceos; este efeito é considerado 80 vezes mais potente do que a morfina. A duração da analgesia obtida com citrato de fentanila depende da intensidade do estímulo doloroso. Assim, administrando-se 2 a 4 mL por via endovenosa, obtem-se ação analgésica praticamente imediata. Seu efeito se instala dentro de 2 a 3 minutos e dura, em média cerca de meia hora, para procedimentos cirúrgicos com dor de baixa intensidade. A quantidade de droga acumulada na musculatura esquelética e tecido adiposo é liberada lentamente para corrente sanguínea. É metabolizado inicialmente no fígado e cerca de 75% da dose intravenosa é eliminada pela urina, principalmente sob a forma de metabólitos e menos de 10% é eliminado sob a forma inalterada; cerca de 9% é eliminado pelas fezes como metabólitos.

Indicações: Para analgesia de curta duração durante o período anestésico (pré-medicação, indução e manutenção) ou quando necessário no período pós-operatório imediato (sala de recuperação). Para uso como componente analgésico da anestesia geral e suplemento da anestesia regional. Para administração conjunta com um neuroléptico, como o droperidol, na pré-medicação, na indução e como componente de manutenção em anestesia geral e regional. Para uso como agente anestésico único com oxigênio em determinados pacientes de alto risco, como os submetidos a cirurgia cardíaca ou certos procedimentos neurológicos e ortopédicos difíceis. Para administração espinhal no controle da dor pós-operatória, operação cesariana ou outra cirurgia abdominal.

Veja também

Contraindicações: Depressão respiratória. Doença pulmonar obstrutiva. Gravidez. Contraindicado em pacientes com intolerância conhecida à droga ou a outros morfinomiméticos. Criança com menos 2 anos de idade; pacientes que estejam usando IMAO (inibidor da monoamina-oxidase) ou tenham deixado de usá-lo a menos de 14 dias

Precauções: Em pacientes idosos, hipotireoidismo e doença hepática crônica a dose deve ser reduzida. A administração durante o parto pode provocar depressão respiratória no feto. Deve-se ter cuidado na administração de grandes doses ou de infusões de fentanila para assegurar que o paciente obtenha, ao sair da sala de operações, uma respiração espontânea adequada.

Efeitos colaterais: Agitação; aumento ou diminuição dos batimentos do coração; boca seca; choque; coceira; cólica de fígado; confusão mental; constipação intestinal; convulsões; depressão respiratória; diminuição do desejo sexual; diminuição do diâmetro das pupilas; dor de cabeça; dor no local da injeção; erupção na pele; euforia; falta de ar; íleo paralítico; inchaço; inquietação; insônia; náusea; palpitação; parada cardíaca; perda da consciência; perda do apetite; pressão arterial alta ou baixa; reações no local da injeção (vermelhidão, erupção, inchaço); retenção urinária; rigidez dos músculos esqueléticos (particularmente os do tórax); sedação; sonolência; suores; tontura; tremor; vermelhidão na pele, visão borrada; vômito.

Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Deixe uma resposta