em ,

ZOLBEN Suspensão Oral

Não tome remédio antes de ir a um médico

Tratamento das parasitoses intestinais simples ou mistas. Vermicida. Uso Oral.

É um anti-helmíntico benzimidazólico que possui atividade frente a trematódeos, cestódes e nematódeos. Seu mecanismo de ação mistura certas alterações na capacitação e a utilização dos carboidratos pelo parasita. A absorção digestiva do albendazol é moderada, pelo qual o estão utilizando em outras localizações parasitárias, como são a hidatidose hepática e pulmonar. Se bem absorvido, transforma-se em seu metabólito ativo, o albendazol sulfóxido (meia-vida de 8 horas) que se excreta inalterado por via digestiva, pelo que o efeito antiparasitário realiza-se sob a luz intestinal e no nível sistêmico.

Indicações: Oxiuríase, ascaridíase, ancilostomíase, necatoríase, tricuríase, estrongiloidíase, teníase, himenolepíase. Parasitoses intestinais múltiplas. Hidatidose.

Contraindicações: Gravidez, lactação, epilepsia, hipersensibilidade aos derivados benzimidazólicos. Criança menor de 2 anos.

Precauções: Se o paciente não se curar, um segundo tratamento está indicado após 3 semanas. Para mulheres em idade fértil, recomenda-se, por prevenção, administrar o produto apenas nos 7 primeiros dias, a contar do início da menstruação.

Efeitos colaterais: Vertigem, cefaleias, dor epigástrica, boca seca, febre, prurido, vômitos e diarreia.

Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XYLESTESIN Pomada

ZOLDAC Comprimido